Nicolas Sarkozy condenado a três anos de prisão

Nicolas Sarkozy condenado a três anos de prisão

O antigo presidente francês foi considerado culpado de tráfico de influência e corrupção. Contudo, ainda pode pedir recurso da decisão, segundo o Observador

O antigo Presidente francês, Nicolas Sarkozy, foi condenado a três anos de prisão por tráfico de influência e corrupção activa, dois destes anos de pena suspensa. Como avança o Le Monde, o político pode pedir recurso da decisão.

Em causa estão actos que Sarkozy terá praticado em 2014 ao pedir informações confidenciais a um magistrado, Gilbert Azibert. Em troca, o político francês terá prometido a Azibert um cargo no Mónaco. De acordo com o Ministério Público francês, houve um “pacto de corrupção”.

Como refere o mesmo jornal, tanto Sarkozy como Azibert não chegaram a conseguir obter os benefícios pelos actos pelos quais são agora condenados: o antigo presidente francês não terá obtido as informações que pretendia sobre a investigação ao financiamento ilegal da campanha presidencial de 2007 pela herdeira da L’Oreal Liliane Bettencourt, e o magistrado nunca conseguiu o desejado cargo no Mónaco.

Segundo a condenação do Tribunal Criminal de Paris, Sarkozy “usou o seu estatuto de ex-presidente da República” para obter benefícios. “As ofensas prejudicaram seriamente a confiança do público ao incutir a ideia de que as decisões do Tribunal de Cassação [tribunal superior de recurso francês] podem ser objecto de acordos privados”, refere ainda a sentença.

Sarkozy sempre negou os factos, considerando-se inocente. De acordo com o advogado do político, Thierry Herzog, que também foi condenado no âmbito deste processo, este foi um caso que envolveu “fantasias” e teve por base “escutas ilegais”. No final de Novembro, quando começou o julgamento, Sarkozy afirmou: “Não reconheço qualquer dessas infâmias com que me perseguem há seis anos”.

Antes de Nicolas Sarkozy apenas um ex-presidente, Jacques Chirac, foi julgado e condenado em 2011 num caso de empregos fictícios na cidade de Paris, mas sem nunca ter comparecido em tribunal, por motivos de saúde. Sarkozy, que tem agora 66 anos, foi Presidente de França entre 2007 e 2012. O político foi também Ministro das Finanças e Ministro do Interior do país.