Carta do leitor: Governo sempre esteve ao lado do povo

Carta do leitor: Governo sempre esteve ao lado do povo

Viva, caro coordenador do jornal O PAÍS. Espero que esteja bem. É com enorme satisfação que volto a escrever para o vosso diário. Sou leigo em política. Mas, isto não significa que eu não possa ter uma visão daquilo que tem vindo acontecer no meu país. Então, vamos a isso. Não concordo com as pessoas que dizem que o governo angolano gosta de ver o seu povo a sofrer.

Não concordo com quem diz que o Estado angolano não está preocupado em criar mais postos de trabalho de modo a reduzir o índice de desemprego. Discordo daqueles que dizem que o governo só demonstra alguma preocupação com a condição social dos cidadãos em tempos de eleições. Que absurdo! Estamos a brincar? É mesmo isso que tem acontecido? Lamentável! Qualquer pessoa que esteja minimamente no seu perfeito juízo nunca diria uma barbaridade destas.

Estamos no século XXI. Temos de ter também alguma dose de humildade. Compreendo que boa parte tem dito isto por não ter alguma simpatia com este ou aquele partido. Acho normal. Mas, criticarmos no vazio não faz sentido. Temos de reconhecer que desde que João Lourenço substituiu José Eduardo dos Santos muita coisa mudou. Sim. Percebo que muitos dirão que estou à procura do tacho. Mas, não é isso. Digo apenas a verdade. Digo aquilo que me vem à alma. João Lourenço tem vindo a fazer um grande trabalho no que ao combate à corrupção diz respeito.

O Chefe de Estado tem trabalhado com afinco para que o nível de desemprego possa ser reduzido. Há mais crianças a ingressarem no sistema de ensino. De forma paulatina o elenco de João Lourenço tem vindo a criar postos de trabalho. O nível de criminalidade reduziu consideravelmente em várias artérias deste país. Isto não é por acaso. É trabalho de João Lourenço. O elenco de José Eduardo dos Santos nem sequer fez metade. Temos de colocar nas nossas cabeças que melhores dias virão. O governo está preocupado connosco. Até ja!

Por: Carmo de Sousa
Luanda, Cacuaco