Executivo defende aposta na formação de jovens para redução das taxas de desemprego

Executivo defende aposta na formação de jovens para redução das taxas de desemprego

O secretário de Estado do Trabalho, Pedro José Filipe, assegurou, ontem, que o Governo continua focado na formação de jovens para garantir a empregabilidade, quer seja por via de criação de auto-emprego bem como das pequenas, médias e grandes empresas que têm necessidade de absolver quadros técnicos

A título de exemplo, Pedro José Filipe apontou o programa formativo “Avanço” que, ontem, no seu primeiro ciclo, culminou com a formação de 3.409 técnicos jovens formados em todo o país no âmbito da implementação do Plano de Acção de Promoção a Empregabilidade (PAPE), de iniciativa presidencial.

De acordo com o secretário de Estado, pretende-se, até ao próximo ano, formar cerca de 30 mil jovens neste segmento formativo cujas características são muito próprias, quer pelo tempo de duração bem como a selecção dos cursos a serem ministrados.

Conforme explicou, dentro do plano formativo do programa “Avanço”, está estabelecida uma gralha de programa que têm maior rapidez de absolvição no mercado de trabalho como eletrónica, reparação de geradores de médio e pequeno porte, cabeleiros, Hardware, entre outras formações que, quer pela via individual ou pelas empresas, há garantias de empregabilidade.

Para Pedro José Filipe, com a aposta de pequenas formações vai poder-se aumentar as taxas de empregabilidade, sobretudo no actual contexto de dificuldades económicas onde se assiste cada vez mais ao desenfrear das actividades económicas.

O governante defendeu, no entanto, o apoio e reforço das capacidades e criatividades dos jovens para a redução dos níveis de pobreza e a melhoria da condição social das famílias, sobretudo as mais vulneráveis.