País ultrapassa os 21 mil infectados de Covid-19

País ultrapassa os 21 mil infectados de Covid-19

O secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, anunciou, ontem, em Luanda, 45 novos casos de Covid-19, sem nenhuma morte nas últimas 24 horas, mas com 71 pessoas recuperadas. Dos infectados constam 35 da província de Luanda, quatro do Huambo, três de Cabinda, dois da Huíla e um da Lunda-Norte, perfazendo um total de 21.026 casos positivos de Covid-19, com 511 óbitos e 19.624 recuperados

Franco Mufinda, que falava na habitual actualização diária do balanço sobre a situação epidemiológica no país, no CIAM, informou que foram confirmados, nas últimas 24 horas, 41 novos casos de Covid-19, dos quais 22 do sexo masculino e 23 do género feminino, com idades compreendidas entre um mês de vida e 80 anos.

Entre os infectados constam 35 da província de Luanda, quatro do Huambo, três de Cabinda, dois da Huíla e um da Lunda-Norte.

Nas últimas 24 horas, não houve registo de nenhum caso de morte por Covid-19. Entretanto, conseguiram recuperar 71 pessoas, com idades entre um e 83 anos, das quais 64 da província de Luanda, quatro da Huíla e três de Benguela.

Com a alteração dos dados, o país passa a contabilizar 21.026 casos positivos de Covid-19, com 511 óbitos, 19.624 recuperados e 89 casos activos. Dos activos, dois estão em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, 11 estão em estado grave, 24 moderados, 28 com sintomas leves e 826 assintomáticos.

Fez saber, ainda, que 65 infectados estão internados nos diferentes centros de tratamento a nível do país e os restantes observam o isolamento domiciliar.

2.140 amostras processadas nas últimas 24 horas

Nas últimas 24 horas, foram processadas 2.140 amostras à base de biologia molecular por RT-PCR, das quais 45 positivas e 2.095 negativas, com uma taxa de positividade de 2.1 por cento. O total de amostras recebidas até agora pelo laboratório de biologia molecular por RT-PCR é de 401. 361, das quais 21.026 são positivas e 380.335 negativas, com uma taxa de positividade de 5.2 por cento.

Por outro lado, o responsável contou que, nas últimas 24 horas, não houve alta de pessoas em quarentena institucional. O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu, no período em referência, 51 chamadas, todas a solicitar informação sobre a Covid-19.

Sobe para 40 o número de passageiros provenientes do exterior que testaram positivo

Franco Mufinda disse que, desde o dia 16 de Janeiro até ontem, foram testadas, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, vindos do exterior, 17.082 passageiros. Destes, 4.590 são do sexo feminino e 12.492 do masculino.

Entretanto, contou que 47 passageiros, após a testagem, deram positivo à base do antigénio, sendo 16 do sexo feminino e 31 do sexo masculino, com idades que variam entre um e 91 anos.

Quanto às nacionalidades, fez saber que 18 são cidadãos angolanos, quatro tanzanianos, três brasileiras e somalianas, duas nigerianas, mauritaniana e guineense, uma francesa, sul-africana, britânica, congolesa, moçambicana, israelita, costa-marfi nense, santomense, maliana, indiana, etíope, queniana e ucraniana, respectivamente.

No entanto, explicou que, dos 47 viajantes que testaram positivo ao chegar ao país e estiveram em isolamento institucional, 40 já tiveram a sua alta epidemiológica, depois de obterem os dois testes negativos à base do RT-PCR.

Por outro lado, disse que não houve alteração entre o número de passageiros provenientes do exterior do país que testaram negativo e cumprem com a quarentena domiciliar, dos quais nove casos já foram confirmados de Covid-19.

Começa hoje o plano de vacinação do país no Pavilhão Multiuso do Kilamba

O secretário de Estado para a Saúde Pública informou que o início da vacinação de forma massiva começa hoje e não será mais na Cidadela Desportiva de Luanda. A campanha terá lugar no Pavilhão Multiuso do Kilamba, a partir das 8 horas, com o grupo dos profissionais de saúde.

1.319 pessoas testadas nos pontos de entrada e saída de Luanda

Franco Mufinda garantiu que, ontem, foram testadas 1.319 pessoas nos pontos de entrada e saída de Luanda, das quais 860 do sexo masculino e 459 do sexo feminino. Destes, 135 pessoas foram reactivas, expressando uma taxa de exposição de 10.2 por cento.

Assim sendo, 113 expressaram o marcador IgG, 9 IgM e 13 IgG/IgM. As mesmas foram submetidas ao teste à base do antigénio, mas não foi encontrado nenhum caso positivo.