Um morto, 50 árvores caídas e perto de 20 bairros sem energia

Um morto, 50 árvores caídas e perto de 20 bairros sem energia

A ventania que se registou na cidade capital, antes de ontem, 06 de Março, provocou a morte de um cidadão com aproximadamente 20 anos de idade, no município de Luanda, segundo o Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB). Já a ENDE alista perto de duas dezenas de bairros que ficaram sem energia eléctrica

Fortes ventos acompanhados por chuvas causaram danos e perdas na tarde do dia 06 de Março, em Luanda, dentre as quais, segundo o informe síntese do SPCB, a morte de um cidadão.

De acordo com Faustino Miguêns, em conversa com o jornal OPAÍS, a morte deu-se no município de Luanda, distrito urbano da Maianga, e o cidadão tem aproximadamente 20 anos. “Os bombeiros foram chamados para fazerem a remoção do corpo e segundo o relato da vizinhança trata-se de alguém que não vive na região e a ventania apanhou-lhe desprevenido, ao ponto de ser arrastado e ficar preso num beco muito estreito”, conta.

A população, segundo o portavoz do SPCB-Luanda, não conseguiu socorrer o cidadão, até agora com identidade desconhecida, porque para além de ter ficado preso, teve um ataque de epilepsia. Os bombeiros tiveram de remover o corpo e levar à morgue mais próxima, pelo que os órgãos competentes trabalham para a identificação dos seus familiares, uma vez que no local ninguém conseguiu reconhecer o indivíduo.

Ainda no balanço síntese apresentado pelo SPCB-Luanda, conta que 52 árvores caíram (quatro das quais sobre as residências e duas sobre viaturas – com destruição parcial); 20 tectos de residências destruídos parcialmente; oito postes de media tensão caídos e uma cabine eléctrica destruída, esta última no município de Viana, distrito urbano do Zango.

“Algumas residências em eminência de desabarem, obstrução de vias públicas, postes eléctricos colocando em perigo os moradores e transeuntes. De realçar que são dados provisórios, continuamos a receber as informações por intermédio da população e pelos terminais de emergência 111 (CISP) bem como pelas comissões municipais de proteção civil”, finalizou o porta-voz, Faustino Miguêns.

Outrossim, os ventos fortes também causaram avarias na rede eléctrica de média tensão, e num comunicado que chegou ontem à redacção deste jornal, a Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE) informa que estão privados do fornecimento normal de energia eléctrica os municípios de Belas (bairros da Canhanga, das Salinas e arredores); Cacuaco (bairros Ecocampo, Cefopescas e arredores); Cazenga (bairros Marco Histórico do Cazenga, Quicolo – rua da Pólvora e arredores).

Ficaram ainda sem energia os municípios de Luanda (parte do Bairro Catinton); Kilamba Kiaxi (bairro 11 de Novembro, parte dos bairros Vila Nandó, Vila Estoril e arredores); Talatona (bairro Militar, parte das ruas adjacentes à Unitel Talatona, rua do Condomínio Hípicus e arredores) e Viana (bairro Bita Vacaria, parte das ruas Brasileira e Santa Teresinha arredores da Caop).

No documento assinado pelo director interino do gabinete de comunicação, marketing e relações institucionais da ENDE, Isaac António, esta instituição apela a máxima compreensão pelos transtornos resultantes desta situação e “informa que as equipas técnicas iniciaram os trabalhos para a reposição do normal fornecimento de energia eléctrica, no mais curto espaço de tempo. De recordar que enquanto decorrem os trabalhos, as instalações devem ser consideradas como se estivessem sob tensão”, lê-se.