Derrotas da UNITA, FNLA, PRS e CASA-CE

Derrotas da UNITA, FNLA, PRS e CASA-CE

No plano da comunicação política, a experiência de observação dos actos discursivos de campanhas políticas eleitorais dos partidos angolanos mostra, uma vez mais, as razões que levam uns a serem mais fortes do que outros na acção mediática. O MPLA, por exemplo, eleva-se devido a sua intrépida objectividade, vitalidade, resistência, experiência, frescor e clarividência. Está sempre em treinamento; faz bom estudo dos adversários; adapta inteligentemente as suas pedras e actua conforme o grau de exigência de cada cenário, entrando, em jogo, somente no momento próprio.

A FNLA, partido dos irmãos, perde por dormência ao longo dos anos. Faz campanhas pouco elaboradas e deixou-se ultrapassar pela história. A CASA-SE conseguiu votos, em 2017, por novidades que introduziu à última hora. Mas, em 2022, dificilmente conseguirá estar à altura dos desafios; ganhou o prémio de trapalhadas; perdeu dois presidentes de “rajada”. Manuel Fernandes não tem “garganta” para número 10 na arte da mobilização. O PRS mantém-se na incógnita da sua continuidade no Parlamento. Este partido ficou opaco pelo regionalismo.

Mas não se pode ignorar as suas quase invisíveis acções de boca a boca, especialmente na região leste. De modo geral, o PRS já não tem peixe para vender. A UNITA, maior partido da oposição, perde pelo cansaço – antes do tempo – e, também, por não conseguir apresentar, até hoje, um programa convicente aos angolanos que seja merecedor de sufrágio. O seu Balanced Scorecard (performance) fica furos abaixo em comparação com o MPLA. Nos seus actos discursivos, a UNITA faz muito uso de backdoor (escape;); atribuindo às culpas ao MPLA; usando como táctica o alarde (muito barulho e ofensas).

E disto não passa. As suas punchline (piadas) são pouco assertivas. Entre todos os partidos, o MPLA – apesar da também imperiosa necessidade de olear a sua máquina – é o melhor preparado no que à comunicação política diz respeito. Este partido produz soundbites (palavras de marca com bom efeito sensorial), tendo uma mindset (mentalidade) mais para a melhoria continua das suas acções. Os demais estão presos a uma mentalidade com visões muito fixas e antagônicas, paradas no tempo e no espaço. Isto explica, no plano da persuasão comunicacional, as sucessivas derrotas da UNITA, FNLA, PRS E CASA-CE.

POR: Cláudio Moreira