Vice-presidente do MPLA destaca qualidades de Leda Neto

Vice-presidente do MPLA destaca qualidades de Leda Neto

Leda da Silva Neto, filha de António Agostinho Neto – Primeiro Presidente de Angola – e de Maria Eugénia Neto, de 57 anos de idade, morreu a 20 de Março, vítima de doença prolongada

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, considerou, ontem, Leda Neto como sendo uma mulher com fortes convicções e que muito se dedicou na afirmação dos mais nobres valores.

Leda da Silva Neto, filha de António Agostinho Neto – Primeiro Presidente de Angola – e de Maria Eugénia Neto, de 57 anos de idade, morreu a 20 de Março, vítima de doença prolongada.

Ao olhar para as suas qualidades, Luísa Damião disse que Leda Neto representa o mais nobre das mulheres na qualidade de filha, irmã e mãe com invulgares qualidades humanas.

Ontem, durante o acto de assinatura do livro de memórias pelo passamento físico de Leda Neto, Luísa Damião, em nome da direcção do MPLA, endereçou os sentimentos de pesar à família enlutada em especial à ex-Primeira Dama da República, Maria Eugénia Neto.

Na assinatura do livro de condolências, Luísa Damião referiu que foi com profunda dor e consternação que tomou conhecimento do passamento da filha de Agostinho Neto.

“Temos consciência que neste momento difícil não existem palavras para consolar e confortar quem perde um ente querido, sobretudo quando se trata de uma filha, irmã e mãe com invulgares qualidades humanas”, escreveu a política.

Leda da Silva Neto, que recebia tratamento médico no hospital da Luz, em Portugal, nasceu no dia 05 de Janeiro de 1964, em Brazzaville, capital da República do Congo.

Na época os seus pais encontravam- se exilados naquele país, engajados na luta política pela independência de Angola.