Bento Bento regressa ao comando do MPLA em Luanda

Bento Bento regressa ao comando do MPLA em Luanda

O político, tido, por muitos, como sendo dos dirigentes mais influentes do partido, já dirigiu o MPLA na província de Luanda entre 2007 e 2016, tendo contribuído significativamente para a vitória da organização nas eleições de 2008 e 2012

O político Bento Francisco Bento volta a liderar o MPLA em Luanda, substituindo assim Joana Lina, que, doravante, deixa o cargo de primeira-secretária do partido para ocupar-se apenas das funções de governadora da capital do país.

A indicação de Bento Bento como primeiro-secretário do MPLA em Luanda ocorreu na sequência da V Sessão Ordinária do Comité Central do partido, realizado ontem, no Centro de Conferências de Belas, sob orientação do seu presidente, João Lourenço.

Fontes deste Jornal revelam que o regresso de Bento Bento a primeiro-secretário provincial do partido em Luanda tem como propósito empolgar maior dinâmica ao partido na capital do país devido aos desafios actuais, tendo em conta que a província representa a principal praça eleitoral do mosaico político. O político, tido, por muitos, como sendo dos dirigentes mais influentes do partido, já dirigiu o MPLA na província de Luanda entre 2007 e 2016, tendo contribuído significativamente para a vitória da organização nas eleições de 2008 e 2012.

Por outro lado, a reunião de ontem do Comité Central do MPLA focou a sua abordagem na agricultura e pescas. A escolha destes temas baseou-se, entre outros factores, devido à constatação feita pelo partido de que o “ o sector da agricultura demonstra uma evolução manifestamente positiva em termos de volume de produção cuja contribuição para o Produto Interno Bruto, nos últimos anos, mantém uma tendência de crescimento, não obstante ser a um ritmo ainda modesto”.

Nesta reunião, os membros do Comité Central residentes nas demais províncias e no exterior do país participaram por vídeo-conferência, dado os condicionalismos impostos pelas medidas de prevenção e combate à pandemia da Covid-19.

Refira-se que na sua IV Sessão Ordinária realizada no dia 29 de Outubro de 2020, o Comité Central apreciou, entre outros assuntos, a situação económica e social do país, o nível de implementação das reformas institucionais e os programas em curso no domínio dos transportes e infra-estruturas rodoviárias, com destaque para a Rede Nacional de Estradas, o Programa de Reabilitação de Infra-estruturas Rodoviárias, o Programa de Conservação e Manutenção de Estradas, o Plano Especial de Obras Públicas para a cidade de Luanda e outros que visam a melhoria da mobilidade urbana e interprovincial de pessoas e bens.

O Comité Central é o órgão deliberativo máximo do MPLA no intervalo dos congressos que estabelece a linhas de orientação política do partido, no quadro das decisões dos congressos.