PREI regista operações de micro-crédito de Kz 18 milhões em Março

PREI regista operações de micro-crédito de Kz 18 milhões em Março

De Janeiro até ao momento, o PREI conta já com 467 operações de micro-crédito aprovadas. A meta, segundo os dados oficiais, é atingir 2 mil 793 mil milhões de kwanzas, até ao final de 2021

O Programa de Reconversão da Economia Informal (PREI) registou operações de microcrédito no valor de 18 milhões kwanzas, que somam um total 467 milhões de kwanzas, desde o início do ano. A meta, segundo os dados oficiais, é atingir 2 mil 793 mil milhões de kwanzas, até ao fim do programa.

Segundo o secretário de Estado para a Economia, Mário Caetano, os 18 milhões de kwanzas traduzem os sete projectos aprovados, sendo que no mês de Março foram registados 54 projectos.

No que toca ao micro-crédito no sector empresarial, o agronegócio continua a liderar em termos de projectos com 996, num montante avaliado em 958 milhões de kwanzas, a seguir destacam-se os sectores da Logística, Distribuição e o Processamento de produtos agroalimentares. Com a aprovação dos projectos de micro-crédito aumentam as perspetivas de empresas formalizadas. “As operações do microcrédito permitiram a formalização de 454 empresas e a meta é alcançar 750 empresas”, explicou o governante.

Mário Caetano referiu que está a decorrer a finalização da base de dados de todo o sistema, que vai incorporar a referida base e permitir o registo dos mico-empreendedores (auto-registo), quer por via dos mais diversos balcões, nomeadamente o balcão cidadão e o SIAC dos gabinetes províncias do Desenvolvimento Económico Integrado.

Segundo o dirigente, que falava esta Terça-feira, 6, sobre as operações do PRODESI, na última semana, o serviço de apoio aos produtores registou 13 pedidos para aquisição do crédito, que estão na terceira fase.

Na fase de dossier de crédito, o produtor recebe apoio para constituir os documentos necessários para dar entrada à banca e ter acesso ao crédito.

“Na fase de dossier de crédito encontram-se 270 promotores, no entanto, no decorrer na semana, não houve qualquer operação de crédito e mantêm-se os 96 projectos aprovados desde o início de 2021”, disse.

Mário Caetano João referiu que desde a operacionalização do PRODESI estão registados 754 projectos aprovados e a meta para o final do programa é atingir 1.514 projectos“. Para o ano em curso a meta é alcançar 500 projectos. Neste momento, 136 projectos aguardam aprovação da banca”, explicou.

O BDA é o banco que mais financia os projectos com 513, a seguir vem Banco Angolano de Investimentos (BAI) com 35. O sector da agricultura continua a liderar os financiamentos com 348 projectos, a seguir o comércio e distribuição com 216 e a indústria transformadora com 111 projectos. A província de Luanda conta com 164 projectos aprovados, Huambo e Benguela com 58 projectos.

Em relação ao mercado interno, o responsável frisou que mais de 300 produtores foram registados no Portal de Produção Nacional, perfazendo um total de 11 mil 101 produtores.