Banco Prestígio com resultados líquidos de AKZ 45, 3 milhões

Banco Prestígio com resultados líquidos de AKZ 45, 3 milhões

O Banco Prestígio registou uma subida de 45,3 milhões de kwanzas do seu resultado liquido, durante o exercício económico de 2020, em relação a 2019, de acordo com o parecer do Conselho Fiscal da instituição, no seu Relatório de Contas referente a esse período.

O referido documento faz menção que o Banco Prestígio registou ainda aumento nos custos da sociedade, com maior incidência nas despesas de estrutura, nomeadamente fornecimentos e serviços de terceiros com uma variação de 327,2 milhões de kwanzas. E na rubrica de amortizações, segundo ainda o relatório a que a imprensa teve acesso, ontem, Quarta-feira,7, os valores fixaram-se na ordem dos 26,8 milhões de kwanzas em comparação com o ano de 2019.

Os rendimentos obtidos apresentam um aumento global, com incidência na margem financeira que variou em 42%, correspondente a 378,5 milhões de kwanzas, e na margem complementar com 1,4 mil milhões de kwanzas, com maior realce nos resultados cambiais que aumentaram em 20% face ao ano anterior.

Com base na análise das demonstrações financeiras do banco e ponderando o relatório do autor externo, o conselho de fiscal considera que o Banco Prestígio “goza de uma saúde financeira satisfatória, dadas as disponibilidades financeiras em bancos centrais e em outras instituições de crédito”. Ainda assim, o conselho fiscal recomenda cautelas, tendo em conta o cenário macroeconómico actual, que, no seu entender, ainda apresenta algumas incertezas.

Sedeado em Luanda, o Banco Prestígio também ajuda a economia real, no quadro do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (Prodesi), cedendo créditos para a materialização de distintos projectos de vários sectores.