Editorial: Angola e Espanha

Editorial: Angola e Espanha

A língua e algum paternalismo fez-nos durante um determinado período esquecer os outros países na Europa. Outras vezes, quando precisássemos de cruzar outros horizontes no Velho Continente, a única forma de lá chegar era usar intermediários da antiga metrópole, o que acabava por encarecer os serviços e os produtos.

Nos últimos tempos, Angola tem sido alvo de investidas por parte de muitos destes países que pretendem chegar, directamente, ao mercado angolano. Está entre nós o primeiro-ministro do Reino de Espanha, Pedro Sanchez, com a missão de reforçar o papel do seu país no processo de diversificação da economia em Angola e encontrar outras oportunidades de negócios.

A realização do fórum de negócios entre Angola e Espanha é uma oportunidade para que os dois países estreitem não só a relação, como também encontrem mecanismos que venham a facilitar ainda mais as transacções comerciais entre os dois países. Sendo uma importante economia na Europa, com presença firme em vários domínios, Angola e Espanha só terão mais a ganhar, porque está mais do que provado que a língua não deve ser um empecilho para este desiderato.