União Kiela e comandante Maravilha homenageados em Luanda

União Kiela e comandante Maravilha homenageados em Luanda

A reverência a um dos mais antigos e tradicionais grupos do Carnaval de Luanda, com cinco títulos na galeria de vencedores, coube ao Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente

O União Kiela, um dos mais antigos e tradicionais grupos carnavalescos de Luanda e a sua comandante, Maravilha dos Santos, foram homenageados esta Sexta- feira, 9, no auditório, Agostinho André Mendes de Carvalho “Uanhenga Xitu”, do Arquivo Nacional de Angola (ANA) em Luanda, pela sua relevante contribuição ao carnaval de Angola e consequentemente ao desenvolvimento da Cultura nacional.

A reverência a esta formação carnavalesca da capital do país e a comandante passou, efectivamente, pela outorga de um Diploma de Mérito, pelo titular da Pasta da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato, ao que se seguiu uma exibição do grupo hall daquela instituição.

Na ocasião, o ministro destacou as qualidades de Maravilha dos Santos, como comandante destemida e o seu grande empenho e contribuição ao Carnaval de Luanda.

Referiu que a comandante Maravilha merece esta homenagem e outras coisas que virão, por ser a única mulher comandante do carnaval no país.

A reverência, segundo o ministro, vem na sequência de um conjunto de injustiças que foram acontecendo e não podem repetir- se.

O ministro defendeu ainda a necessidade de escrever-se cada vez mais sobre o carnaval para servir de estudo nas universidades e não só.

Adiantou que pouco tem sido escrito sobre o Entrudo, devendo- se apostar ainda mais neste domínio e não apenas para as revistas no período em que é comemorada esta grande manifestação popular.

O governante apelou igualmente as agremiações a anteciparem a preparação do Carnaval para evitarem contrastes e incluírem nos seus grupos cantores com bastante experiência para melhorarem as canções.

Já a homenageada comandante Maravilha, enalteceu o seu e o reconhecimento da sua formação carnavalesca pelo Mistério da Cultura, mas lamentou algumas irregularidades verificadas no nível Carnaval, nos últimos anos, de que foram vítimas. Mas apesar de tudo, disse estar confiante nos desafios que tem e terá pela frente.

Note-se que a homenagem a comandante Maravilha configura o justo reconhecimento de uma cidadã destemida, artista dedicada, com provas descritas pela grande participação na valorização da canção, do canto e da dança nos desfiles da festa popular.

Passos da comandante

Maravilha Isabel Dias dos Santos, nascida a 21 de Junho de 1979, no Sambizanga em Luanda, é filha de Francisco Dias dos Santos e de Isabel Ventura Fernando Pedro, cantora, dançarina e cofundadora do Grupo de Carnaval União Kiela.

A sua mãe dedicou toda a sua vida ao serviço da tradicional Festa Popular Angolana, o Carnaval. Maravilha dos Santos, a actual comandante, começou a dançar aos 5 anos como porta-bandeira do União Dimba Ngola, um nome que se confunde com o União Dimba Da Ngola.

Este grupo fundado há vários anos em Caxito, província do Bengo, por Isabel Ventura, mãe de Maravilha dos Santos, fazia a maior parte dos seus ensaios em Luanda.

Maravilha dos Santos, assumiu o comando do grupo União Kiela há 7 anos, em substituição de Beatriz António, “tia Bia”, de quem recebeu um voto de confiança na continuidade, com o objectivo primário de reconstruir a afirmação da agremiação no Carnaval de Luanda.

Pelo seu dinamismo e competência, Maravilha, foi baptizada pela tia, com o nome de “Mais Velha”, com a certeza de devia comandar União Kiela, segundo a sua vontade.

Hoje, é cantora, dançarina e coreógrafa, e foi vocalista do grupo durante 22 anos, isto é até 2014, altura em assumiu-se como comandante de um dos grupos mais emblemáticos da História do Carnaval de Luanda.

Maravilha dos Santos ou mais Velha, tem a sorte de ser hoje a comandante de um dos mais antigos e tradicionais grupos de carnaval do nosso país, que reúne um número considerável de membros da mesma família, destacando-se os seus próprios filhos, tendo o mais falecido e hoje faria 23 anos, e chegaram a dançar na corte do União Kiela, irmãos, primos e sobrinhos.

A formação

O Grupo União Kiela foi fundado a 01 de Janeiro de 1947, no município do Sambizanga em Luanda, por Beatriz António, Margarida Domigos, Juliana António, Ana Passos e Isabel Ventura, esta última, que já foi a vocalista principal do grupo durante vários anos.

Isabel Ventura, uma das fundadoras do grupo que em 1947, começou como um simples conjunto de amigos com disposição para festejar o carnaval, tendo mais tarde ganho impulso para competir para o troféu principal em Luanda.

O União Kiela é um dos mais antigos e tradicionais grupos de carnaval de Luanda e tem a sua marca bem patente na vasta galeria dos vencedores do carnaval de Luanda com 5 títulos. Ao longo da sua história, sempre afirmou-se como um movimento de classe, destacando- se a classe de pescadores e vendedeiras de peixe em Luanda, sobretudo do mercado do São Paulo no Sambizanga.