UNITA reafirma necessidade de união como via de alcançar a alternância do poder

UNITA reafirma necessidade de união como via de alcançar a alternância do poder

Para a vice-presidente do partido, que falava durante a abertura do ano político da sua organização, na província do Huambo, 2021 assume-se como sendo um ano de desafios quer para a UNITA bem como para os angolanos devido às eleições do próximo ano.

A vice-presidente da UNITA, Arlete Chitombe, defendeu, ontem, a necessidade de união entre os militantes do seu partido para o alcance do poder em 2022.

A política, que falava durante a abertura do ano político do seu partido, na província do Huambo, considerou 2021 como sendo um ano de desafios quer para a sua organização partidária bem como para os angolanos devido as eleições do próximo ano.

Porém, neste sentido, frisou, é necessário que haja o envolvimento de todos os militantes do partido na mobilização dos outros angolanos para a causa da mudança e da alternância do poder.

“2021 é um ano crucial da história de Angola. Um ano de crise e de muitas transformações, mas também um ano de grandes transformações devido à crise e de outros problemas”, frisou.

Segundo Arlete Chitombe, apesar das dificuldades, é preciso redobrar a esperança e a coragem com base na unidade e foco nos objectivos maiores que se prende com a mudança e alternância do poder.