Carta do leitor: Muita escuridão na cidade e arredores…

Carta do leitor: Muita escuridão na cidade e arredores…

Ilustre coordenador do jornal OPAÍS, saudações e uma óptima disposição… A partir da minha província, no Cuando Cubango, via net, leio com regularidade o vosso jornal. Como estou em Luanda, em missão de serviço, aproveito o vosso espaço para falar um pouco da escuridão que se apossa da cidade e arredores da nossa capital.

Há exactos quinze dias na “nguimbe” e o que me espanta é a forma como o centro e a periferia estão apagados. Isso, sem exagero, faz recuar qualquer cidadão nacional ou estrangeiro de circular à vontade quando o sol se recolhe. Não sei qual é a razão da escuridão, mas à boca pequena já leva algum tempo, porque não se sabe o que se passa. Os postes de iluminação pública, alguns e em alguns pontos, deixaram de acender por falta de manutenção.

Penso que isso tem inibido a circulação de pessoas, porque os bandidos se aproveitam da escuridão para os assaltos. O policiamento tem sido uma dificuldade, porque a escuridão que grassa pela cidade e arredores não ajuda em nada. Espero que as autoridades consigam dar um ar mais iluminado à nossa capital, pois não é necessário engenharia de ponta, aliás a pólvora e a roda foram inventadas faz tempo.

Brevemente, regresso para a minha província, espero que Luanda volte a ter a força anterior e não faça envergonhar quem a gere, muito menos quem a visite, pois tem tudo para qualquer turista em pleno caminho da modernização, mais luz eléctrica por favor!

Por: Domingos Kossengue, Maianga