Vaga para a final opõe senhoras do rio seco e do Maculusso no ex-RI 20

Vaga para a final opõe senhoras do rio seco e do Maculusso no ex-RI 20

O 1º de Agosto e o Desportivo do Maculusso disputam, esta tarde, a partir das 17:30, no Pavilhão do ex-R20, a passagem à final da 42.ª edição do Campeonato Provincial de andebol em ambos os sexos. Para chegar a esta fase, as comandadas de Nelson Catito terminaram a fase regular da prova na primeira posição com 17 pontos. A formação rubro-negra teve um registo de sete vitórias, um empate, nenhuma derrota. As militares, campeãs em título, apontaram 209 golos, tendo sofrido apenas 159.

Por seu lado, o Desportivo do Maculusso quedou-se no quarto lugar com apenas quatro pontos, fruto de duas vitórias, seis derrotas e nenhum empate. É ponto assente que as militares são as favoritas à passagem à final da competição. Mas, são obrigadas a vestir o “fato-macaco”, uma vez que o Desportivo do Maculusso vai disputar o jogo olhos nos olhos. Na outra partida, o Petro de Luanda medirá forças com o 1º de Agosto Academia, isto é, no campo do Catetão, às 17:00, na capital do país.

As pupilas de Vivaldo Eduardo ficaram no segundo lugar com 15 pontos, ao passo que as militares não foram além do terceiro lugar com apenas oito pontos. As tricolores rubricaram 196 golos e sofreram 148, sendo que as rubro-negras alvejaram as balizas adversárias por 120 ocasiões, tendo sofrido 138 golos. Na classe masculina, o Interclube, detentor do título, defronta o Petro de Luanda, no campo do Catetão, a partir das 19:00, ao passo que o 1º de Agosto recebe o Interclube B, no Pavilhão do Gama, às 17:30. A equipa afecta à Polícia Nacional fez o pleno na fase regular da competição, ao conseguir terminar com vitórias os oito jogos realizados.

Em declarações ao jornal OPAÍS, o treinador dos “polícias”, José Pereira “Kidó”, afirmou que a sua equipa está confiante na passagem à final. Na sua intervenção, o treinador apelou aos seus jogadores a pautarem pela serenidade, uma vez que o Petro de Luanda é forte quer a defender, quer a atacar. “Temos de respeitar o Petro de Luanda. É um clube com boas individualidades. Mas, só pensamos em chegar à final e vencer”, assegurou.

Por sua vez, o timoneiro da equipa petrolífera, André Costa Honorato, garantiu que os seus jogadores irão contrariar o favoritismo do Interclube. “Será uma partida complicada. Estamos preparados para tudo. Vamos tentar contrariá-los”, disse André Costa Honorato.

De acordo com o que este jornal conseguiu apurar, a final do certame está agendada para o dia 15 do corrente mês, no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, em Luanda. Recorde-se que o Campeonato Nacional disputa-se de 27 de Abril a 09 de Maio próximo, de acordo com um comunicado da Federação Angolana de Andebol (FAAND) a que este jornal teve acesso.