Dez funcionários assaltam mais de três milhões de Kz do patrão chinês

Dez funcionários assaltam mais de três milhões de Kz do patrão chinês

Um total de dez funcionários, entre estivadores e processadores de peixe, com idades compreendidas entre os 19 e 25 anos, perpetraram um assalto contra o patrão da empresa na qual trabalhavam, para subtraírem três milhões e quinhentos mil Kwanzas, no Namibe

Os cidadãos trabalhavam numa empresa de congelamento de peixe, na província do Namibe, e, num grupo de 10, decidiram roubar o seu patrão, um cidadão de nacionalidade chinesa.

De acordo com o Serviço de Investigação Criminal, que trabalhou em coordenação com a Polícia Nacional para a detenção dos mesmos na manhã do último Sábado, 17 de Abril, estes dez cidadãos, solteiros, com idades compreendidas entre 19 e 25 anos, estivadores e processadores de peixe, todos naturais da província da Huíla, estão a ser acusados do crime de roubo qualificado.

A acusação surge porque os presumíveis autores aproveitaram- se da qualidade de serem funcionários da empresa de congelamento de peixes e, por volta das 03h:00 da madrugada daquele dia, introduziram-se na referida empresa, concretamente na área do dormitório e surpreenderam o patrão e proprietário da empresa.

O cidadão chinês foi amarrado nos membros superiores e inferiores, colocaram fita-cola na sua boca e roubaram 3.500.000,00 Kz. Os dez cidadãos, em acto contínuo, retiraram ainda três botijas de gás butano de 12kg/ cada, um telemóvel de marca Honor de cor azul, um par de sapatos e uma mochila que continha documentos pessoais.

A acção ocorreu na comuna da Lucira, concretamente na zona pesqueira do Cachinganji, na província do Namibe, pelo que os presumíveis autores tomaram a decisão de apanhar uma viatura de marca Toyota Hiace, que os levou até à paragem dos mini-autocarros Namibe-Lubango, onde subiram em um dos autocarros e seguiram para o Lubango.

De salientar que das diligências levadas a cabo pelas forças foi possível a detenção dos presumíveis autores, na localidade das Mangueiras, e consequentemente a apreensão de 2.409.000,00 Kz, três botijas de gás butano, um telemóvel, um par de sapatos e 400 yuan chineses.