Carta do leitor: Chuva volta a “destapar” Luanda

Carta do leitor: Chuva volta a “destapar” Luanda

Caro coordenador do jornal O PAÍS, saúde, paz e amor…

A chuva que caiu ontem sobre a província de Luanda voltou a “destapar” os problemas que assolam a capital do país faz tempo. Casas inundadas e destruídas em vários bairros, mortes, carros danificados e outros afins.

Por esta razão, o governo local, dirigido por Joana Lina, tem a obrigação de dar respostas mediatas e imediatas sobre tais questões.

Algumas obras não têm fidelidade técnica e isto só agudiza ainda mais a situação.

Como munícipe, estou a ficar sem forças, pois vivo em Cacuaco e quando chove a minha zona fica completamente intransitável.

Porém, pergunto-me se há mesmo administração local e municipal na minha zona, uma vez que os problemas têm solução, mas a letargia dos dirigentes nos deixa tontos.

Só para dizer, ouvi na rádio e li nas redes sociais que a Ponte do Kamorteiro desabou, quando na realidade alguém já havia feito um vídeo a alertar o perigo.

Assim, a culpa é de quem? São coisas que não podem ficar assim, uma vez que a roda e a pólvora já foram inventadas faz tempo, portanto pensar fora da caixa não deve ser problema para quem gere a “res”pública.

Por: Manuel Hambó, Cacuaco