João Lourenço lamenta morte do Presidente do Chade

João Lourenço lamenta morte do Presidente do Chade

O Chefe de Estado angolano, João Lourenço, lamentou, nesta Quarta-feira, a morte do Presidente da República do Chade, Idriss Déby Itno, ocorrida esta Terça-feira, depois de ferido em combate

Em mensagem de condolências endereçada ao Presidente do Conselho Militar de Transição daquele país, Mahamat Idriss Déby, o Estadista angolano expressa que foi surpreendido por este acontecimento, que retira de forma trágica do convívio uma personalidade de grande estatura política, que soube assumir posições de liderança firme como Chefe de Estado, nos processos complexos que se desenrolam na Região do Sahel e na África Central.

“Tenho o doloroso dever de vos apresentar, em nome do Executivo angolano e no meu próprio, as nossas mais sentidas condolências pela morte de Sua Excelência Idriss Déby Itno, Presidente da República do Chade”, lê-se na mensagem.

João Lourenço refere que, com a morte de Idriss Déby Itno, perdeu- se um estadista africano empenhado na construção de uma África forte, coesa, independente e voltada para o desenvolvimento e progresso social dos seus povos.

“Peço à vossa excelência que estenda os meus sentimentos de pesar à família enlutada e às pessoas mais chegadas do malogrado. Queira aceitar a expressão dos meus sentimentos de solidariedade nesta hora de dor e luto para a vossa nação”, referiu o Chefe de Estado.

Idriss Déby Itno, cujo país é um dos Estados Membros da CIRGL, faleceu esta Terça-feira em resultado de ferimentos graves em combate, um dia depois de ter sido declarado vencedor das eleições presidenciais de 11 deste mês.

Nascido em Berdoba (Chade), aos 18 de Junho de 1952, o marechal Idriss Déby era Presidente Chade desde 1990 e líder do Movimento Patriótico de Salvação.