FAB contrata Josepe Clarós para o Pré-olímpico e o Afrobasket 2021

FAB contrata Josepe Clarós para o Pré-olímpico e o Afrobasket 2021

O técnico de nacionalidade espanhola, que substitui no cargo José Neto, do Petro de Luanda, vai orientar a Selecção Nacional em dois compromissos internacionais, segundo o presidente da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), José Moniz

A Federação Angolana de Basquetebol (FAB) divulgou ontem o nome do técnico que vai orientar a Selecção Nacional no Torneio Pré-Olímpico que a cidade de Kuanas, na Lituânia, vai acolher de 29 de Junho a 04 de Julho próximo. De acordo com a direcção que rege a bola ao cesto no país, o novo técnico de nacionalidade espanhola, Jospe Clarós, vai orientar também o cinco nacional no Afrobasket que a cidade de Youndé, nos Camarões, vai colher de 17 a 29 de Agosto do corrente ano.

Nesta empreitada, o timeoneiro substitui no cargo José Neto, que se sagrou campeão com o Petro de Luanda na temporada, cujas cortinas caíram na semana passada. Segundo a FAB, o técnico, 52 anos, deverá escalar a cidade capital, Luanda, no dia 24 de Maio, mas vai assistir a final da Taça de Angola.

O desafio acontecerá cinco dias depois de pisar o solo angolano, um país com tradição na bola ao cesto, bem como noutras modalidades. A equipa técnica será composta assim que o timoneiro espanhol escalar o país, porque não se sabe as escolhas. Josep Clarós já trabalhou com a Selecção do El Salvador, México e o Egipto, países com tradição na modalidade rainha.

Depois de se ter falado em Luís Magalhães, que já orientou o cinco nacional, em 2010, no Mundial da Turquia e no Afrobasket 2009 na Líbia. O Moncho Lopes foi o primeiro espanhol à frente do cinco nacional. Mario Palma, Victorino Cunha, Vlademiro Romero, Paulo Macedo, Carlos Dinis, Alberto de Carvalho” Ginguba”, Jaime Covilhã, Luís Magalhães, Michel Gomez, Moncho Lopez, William Voigt e José Neto são os treinadores que já orientaram Angola nas competições internacionais dentro e fora do continente africano.