Editorial: É só cumprir

Editorial: É só cumprir

Um dia depois das medidas avançadas pelo ministro de Estado da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, por causa do não cumprimento das medidas de biossegurança, as vozes que se escutam são sobre as dificuldades que muitos irão encontrar para cumprir na íntegra algumas destas medidas.

Claro que existirão sempre aqueles que, na verdade, não possuem meios para comprar um recipiente de álcool em gel, máscara e outros meios, mas ainda assim perante os riscos de vida com que a população se debate deve o Executivo pugnar por acções que não transformem o país num cemitério em campo aberto. Parte significativa dos prevaricadores nem são aqueles que menos têm.

Porque não é o cidadão comum que se exibe em festanças, promove grandes aglomerados ou ainda se furta a respeitar por vezes as vozes da autoridade. Se determinados segmentos conseguissem moralizar, talvez a mensagem fluísse melhor por esta altura.