Huíla destaca-se na implementação do PIIM

Huíla destaca-se na implementação do PIIM

A província da Huíla destaca-se na implementação dos projectos do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios(PIIM) em relação às demais, tendo executado já 97 por cento das suas empreitadas

A informação foi avançada à imprensa pela secretária de Estado do Ministério da Administração do Território(MAT) e coordenadora técnica do PIIM, Laurinda Cardoso, no final da 3ª Reunião Multisectorial para a Avaliação da Execução dos Projectos, realizada ontem, em Luanda, e orientada pelo ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior.

Explicou que na Huíla os projectos concluídos já foram inaugurados, enquanto as províncias do Moxico, Cunene, Huambo, Zaire e Lunda-Norte, são as que possuem menos projectos em execução, tanto os de iniciativa local, quanto os de âmbito central. Para se ultrapassar esta situação, Laurinda Cardoso disse que foram baixadas orientações para que os técnicos auxiliem os mentores dos projectos, cuja conclusão do PIIM está previsto para o próximo ano. Apesar da morosidade em algumas províncias, a responsável disse ter havido aumento em termos de execução, sublinhando que, além da componente técnica, as chuvas que se abatem nos últimos tempos tem estado a contribuir na interrupção de alguns trabalhos.

Projectos concluídos

Destacou que 122 projectos estão concluídos em todo o país, sendo 40 porcento na Huíla, havendo vários outros em fase de conclusão. A província do Cunene é a única que não tem nenhuma obra concluída, pelo facto de ter reformulado a sua carteira de projectos. Quanto à província de Luanda, a capital do país, a sua acção está centrada nas vias de comunicação, e os municípios de Cacuaco e Viana são os que estão menos avançados em termos de execução das empreitadas

Balanço mensal

Resumindo o balanço das actividades desenvolvidas entre 25 de Março a 23 de Abril de 2021, Laurinda Cardoso informou que, neste período, o PIIM tem mil e 643 projectos elegíveis, sendo mil e 592 em execução. Deste número mil e 377 são do Programa de Investimentos Públicos (PIP), tendo revelado que 65 projectos em execução são de âmbito central. A implementação destes projectos em todas as províncias criou 28 mil 058 postos de trabalho temporários, resultante da execução das empreitadas.

Evolução do PIIM

Apontou que no período de 25 de Março a 23 de Abril de 2021 foi registada uma execução de 1 mil e 592 projectos, uma diferença de 46 projectos relativamente ao período anterior, tendo uma execução financeira acumulada de 176 mil milhões de kwanzas. Outros 282 projectos, até por altura em que a Comissão Multisectorial esteve reunida, apresentava uma execução física acima de 60 porcento.

O Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) tem como objectivo materializar acções de Investimento Público (PIP), de Despesas de Apoio ao Desenvolvimento (DAD) e de Actividades Básicas (Act), com prioridade para as acções de carácter social, de modo a inibir o êxodo rural e promover o crescimento económico, social e regional mais inclusivo no país.

Este Plano pretende aumentar a autonomia dos 164 municípios de Angola no âmbito da política de desconcentração e descentralização das competências administrativas e, deste modo, aumentar a qualidade de vida em todo o território nacional. A implementação oficial do PIIM foi lançada pelo Presidente da República, João Lourenço, em Setembro de 2019, em Cazombo, sede do município do Alto Zambeze.