Segunda dose de vacinação começa na Segunda-feira

Segunda dose de vacinação começa na Segunda-feira

A comissão multissectorial de Prevenção e Combate à Covid-19, a partir de Segunda-feira, 03 de Maio, vai começar a administrar a segunda dose da vacina contra a pandemia, segundo os dados divulgados pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda

O responsável referiu que a comissão multissectorial de Prevenção e Combate à Covid-19, a partir de Segunda- feira, 03 de Maio, vai começar a administrar a segunda dose da vacina contra a pandemia, apela as pessoas que foram vacinadas no espaço de 2 a 15 de Março, de modo a se fazerem presentes nos locais recomendados. A população em geral será vacinada no complexo Paz Flor e na escola Mutu- ya- Kevela, os agentes da Polícia Nacional e militares, deverão dirigir- se aos locais onde foi administrada a primeira dose.

Referiu ainda que haverá uma necessidade de as pessoas apresentaram o cartão que foi dado no acto da administração da primeira dose da vacina. Deverão apresentar ainda nos pontos de alto rendimento os impressos que contém o código de barra. Segundo ele, ontem foram vacinadas 10.635 pessoas. Desde o dia 2 de Março até à data presente já vacinaram mais de 500 mil pessoas.

Segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública, a comunicação feita ontem pelos membros do grupo técnico de apoio, prevenção e combate à Covid-19, foram claras e ilustrativas quanto à situação actual da pandemia em Angola.

Referiu também que ficaram com a noção da abrangência da contaminação e mortes de vários grupos etários de ambos os sexos, o aumento da transmissão da doença com maior incidência para a província de Luanda e o aumento de casos nas outras províncias com origem em Luanda.

Triplicação dos casos críticos nos cuidados intensivos no mês de Abril

Segundo a fonte, existe uma preocupação pelo aumento de casos activos, o elevado número de internamentos de casos críticos e graves a aumentar, a relativa baixa da taxa de recuperação, a violação da cerca sanitária, o relaxamento das medidas de proteção individual e coletiva. Franco Mufinda esclareceu que de nove deste mês até ao dia de ontem os dados apontam para a triplicação dos casos críticos nos cuidados intensivos.O aumento em maia de 50 por cento dos casos graves, o aumento em 98 por cento dos casos activos e a redução em 3.3 por cento da taxa de recuperação.

221 novos casos e dois óbitos

O responsável fez saber ainda que o país registou nas últimas 24 horas a ocorrência de 221 novos casos, dois óbitos e 270 recuperados. Entre os infectados, 191 residem em Luanda, 11 na Huíla, seis no Huambo, quatro em Cabinda, três em Benguela, de igual número em Malanje, dois no Bíe e um no Namibe. Sendo 121 do sexo masculino e 100 do feminino, com idades entre dois meses e 89 anos.

No mesmo período foram registados dois óbitos, dos quais um em Luanda e um no Huambo. Trata-se de cidadãos nacionais com idades entre 55 e 61 anos.

Assim sendo, conseguiram recuperar 270 pessoas, sendo 242 em Luanda, nove no Bengo, seis no Moxico, quatro no Cunene, três no Bengo, dois na Huíla e dois no Huambo, um em Malanje e de igual número no Zaire. Com idades entre 1 aos 88 anos.

O quadro epidemiológico da pandemia no país é de 26.654 casos positivos, com 596 óbitos, 23.876 recuperados e 20.180 activos.

Dos activos, 11 estão em estado crítico, 17 graves, 92 moderados, 69 leves e 1991 assintomáticos.

Nos pontos de entrada e saída da província de Luanda foram atendidas na base de testes rápidos serológicos 592 utentes com o complemento do antigénio nos casos reactivos. Dos quais 387 do sexo masculino e 205 do feminino. Entre eles quatro testaram positivo, sendo um no cabo Ledo e três em Maria Teresa.

Ainda ontem no aeroporto 04 de Fevereiro testaram 37.215 viajantes. sendo 9.847 do sexo masculino e 27.378 feminino.Dos quais 90 positivos, vinte e sete feminino e 64 masculino.