Editorial: Hoje é dia da liberdade de imprensa

Editorial: Hoje é dia da liberdade de imprensa

O Dia Mundial da Liberdade de Imprensa é hoje assinalado em todo o mundo. A data remete os profissionais da comunicação social para uma reflexão profunda e um debate sobre o exercício deste direito plasmado na Carta Universal dos Direitos do Homem das Nações Unidas.

Na actualidade, o quadro a pintar é sombrio, posto que ainda são conhecidos vários obstáculos ao exercício deste direito fundamental tanto para os jornalistas quanto para a sociedade, no que tange à divulgação de pontos de vista distintos que favoreçam o debate de ideias e opiniões divergentes que, em última instância, projectam o desenvolvimento salutar dos países nesta diversidade de visões e pensamentos.

E os atropelos ao exercício deste direito não é apenas apanágio de países onde imperam ditaduras, senão mesmo até naqueles com uma tradição democrática bem vincada, por uma ou outra razão se criam condições para a censura e auto-censura dos jornalistas.

A luta pelo alcance e exercício pleno da liberdade de imprensa é uma estrada longa que se terá de percorrer, contornando os vários escolhos que se nos podem interpor pela frente. Não haverá pois brandura neste processo. Os jornalistas terão de lutar com todas as suas forças para o exercício, sem muitos constrangimentos, deste direito conquistado à custa de muitas vicissitudes, até mesmo com o sacrifício de muitas vidas de jornalistas por este mundo fora.