Carta do leitor: “Desbanquem” o BPC, por favor!

Carta do leitor: “Desbanquem” o BPC, por favor!

As minhas mais vivas saudações, caríssimo coordenador do Jornal OPAÍS!

É pela primeira vez que escrevo para a secção carta do leitor do vosso título, de modo a expressar uma situação preocupante que julgo ser transversal e com um alcance tremendo na vida dos seus clientes.

Falo, nomeadamente, do Banco de Poupança (BPC) e Crédito que, nos dias que correm, parece apresentar um quadro de desgovernabilidade, apesar de já se ter dado início ao processo do seu redimensionamento em termos de pessoal com o consequente encerramento de várias agências em todo o país.

Senão vamos: as últimas notícias sobre este banco falam da impraticabilidade do uso do sistema Multicaixa na vertente física e mesmo até da plataforma Multicaixa Express. Por estas duas vias não é possível aceder a nenhum tipo de serviço.

Há dias fui a uma agência, nomeadamente do SIAC Talatona para obter um extracto de conta para resolver uma questão junto da minha entidade empregadora.

Qual não foi o meu espanto, quando a atendente me diz que não estavam a passar extractos de conta, mas que podiam fazê-lo via email. Cogitei que isso teria razão de ser, porque efectivamente há gasto de papel, que tem custos elevados para um banco que já se debate com saldos negativos e, também, a minha consciência ecológica, ambiental, lembrou-me que assim poderíamos poupar no abate de árvores para a feitura do papel.

Entretanto, depois de preencher o formulário que me foi presente, parti descansado na esperança de que teria a mensagem com o pretendido extracto de conta. Ledo engano. O extracto nunca foi enviado para o meu correio electrónico e estou à espera dele há duas semanas. Felizmente que desbloqueou-se a situação junto do meu empregador e não mais tenho necessidade dele.

A minha pergunta é: os senhores têm noção do quão dramático é ir a uma agência do BPC e tentar fazer levantamento de valores no balcão? Os senhores sempre alardearam que tinham ou ainda têm a maior carteira de clientes, será que interiorizaram bem que este desfasamento tecnológico traz consequências nefastas para os clientes? Se puderem, gostava que comunicassem com os vossos clientes as vossas medidas que os afectem de uma ou outra maneira.

Por: João Francisco, Talatona