Devo evoluir com o Mercado!

No meu último artigo prometi dar continuidade a esta temática dos empreendedores perceberem a importância de como trabalhar o seu produto, de forma a criarem fidelização e confiança junto dos seus clientes.

Temos vindo a assistir a muitos pequenos empreendedores apresentarem os seus produtos com qualidade mas sem nenhum conceito face à apresentação do produto. E como prometido hoje irei abordar alguns detalhes simples de marketing/ gestão que fazem alguma diferença, que se irá reflectir entre si e o seu futuro cliente.

Falar novamente dos rótulos e etiquetas nos produtos nunca é demais, informar o consumidor para que ele tenha noção do que está a consumir e que possa fazer as melhores escolhas. No entanto, a rotulagem também pode ser usada como um canal de comunicação e de atracção de clientes, assim como servir como uma estratégia de fidelização, de forma a que a pessoa identifique rapidamente a marca e opte por comprar novamente o seu produto.

Ainda não tive a sorte de ter um empreendedor na área de restauração (com serviço de Delivery/ Entrega), mas hoje e como falo em fidelizar o cliente, vou abordar esta questão da entrega dos produtos e da imagem da embalagem que eles devem sem dúvida ter, para que se torne um referência aos seus olhos.

Nos dias de hoje, quantos empreendedores não apostam no take away? Sou testemunha disso: milhares de vezes ligávamos a uma “tia”, que cozinhava comidinha em casa e mandava entregar no nosso local de trabalho. E uma das coisas que me chamava imenso a atenção eram as embalagens, nem se quer um autocolante com a marca, uma etiqueta, sem nenhuma descrição do conteúdo. Não havia nada que nos transmitisse seriedade no negócio. Apenas o paladar da comida, que era bom, mas não o suficiente para me tornar fiel, pois no fim de tantos pedidos, a questão da qualidade da comida passava a ser uma variável que já não se discutia, nós clientes já começávamos a prestar atenção aos detalhes de entrega (somos clientes, procuramos sempre um defeito, para fugir e ir experimentar outro produto).

Embora seja importante ter um lugar confortável para comer, desacelerar e reunir-se socialmente, também é muito importante criar uma experiência conveniente de comida para viagem para aqueles com pouco tempo. Neste ponto, a embalagem para delivery tem a capacidade de influenciar uma experiência. E como? A embalagem pode desempenhar um papel importante na decisão de comprar ou não determinada refeição.

A embalagem bem projectada pode impedir vazamento no transporte. Ela também é responsável por tornar os alimentos facilmente acessíveis em qualquer lugar. Se um item é percebido como difícil para ser consumido, que gera sujeira ou bagunça, o resultado é uma venda perdida. As embalagens para delivery/entrega devem ser utilizadas como uma oportunidade para estender a identidade da marca e promover o seu negócio. É, portanto, um investimento essencial, que quando bem planeado, enriquece demais o produto final, seja no pequeno ou grande negócio. Sob este ponto de vista, e levando em conta pesquisa realizada pela Technomic 2016 Takeout & Off-Premise Consumer Trend Report, é possível traçar expectativas importantes do cliente quanto às embalagens para delivery/ entrega:

1. Comer na própria embalagem Grande parte dos clientes de delivery costumam consumir o seu pedido na própria embalagem de entrega. O cliente de hoje gosta de praticidade, e além de não cozinhar, também esperam “economizar” nas louças sujas. Para atender a esta expectativa, é necessário que a embalagem para delivery seja resistente, suportando talheres sem que ocorra vazamentos. A embalagem também deve manter a refeição com boa apresentação e não vazar.

2. Guardar as sobras na própria embalagem Para que as sobras sejam devidamente armazenadas, é imprescindível que a embalagem tenha um fácil sistema de abrir e fechar. Parece óbvio mencionar que a embalagem deve possuir tampa, mas muitas existentes no mercado, rompem-se na primeira abertura, não permitindo fechar novamente. Para resolver esta questão, a embalagem precisa de uma trava de segurança, desenvolvida para abrir e fechar quantas vezes forem necessárias. O armazenamento no frigorífico requer uma tampa que fique firme e não abra involuntariamente.

3. Reaquecer na própria embalagem Esta expectativa do cliente remete a duas características essenciais de uma boa embalagem para delivery: suportar altas e baixas temperaturas. O cliente actual precisa que a embalagem não se deforme ou fique molhada quando mantida no frigorifico. Da mesma forma, a embalagem deve ser resistente o suficiente para ser aquecida tanto em forno micro-ondas quanto em forno convencional. Embalagens resistentes ao congelamento e, ao mesmo tempo, forneáveis, são características típicas da vida moderna e, é claro, o cliente espera isso quando faz o pedido para entrega. Lembre- se que o conceito de delivery nasceu do desejo de comodidade dos consumidores, então, a tua embalagem deve atender essas expectativas.

4. Satisfação do cliente

Agora que conheces as expectativas de grande parte dos clientes em relação à embalagem para delivery/entrega, é provável que surjam algumas perguntas. Uma das dúvidas recorrentes refere-se a como satisfazer esta expectativa e não alterar os custos da organização.

As embalagens para o sector de restaurantes, fast foods e padarias avançaram bastante no quesito tecnologia. No mercado actual, as embalagens servem ao mesmo tempo para freezers, fornos micro-ondas e convencionais já são uma realidade. Além disso, e ainda melhor, são sustentáveis podendo dar aquela conotação “ecofriendly” (Cliente ecológico) ao teu delivery. Se a tua prioridade é a satisfação do cliente, proporcionando a melhor experiência com a tua comida, não deixes de pensar ou “repensar” a embalagem para delivery. Uma embalagem optimizada, que permita congelar ou reaquecer a comida é perfeita para satisfazer os clientes mais exigentes. E isso custa muito menos do que tu imaginas.

Outra questão associada às embalagens, falamos sobre reciclagem. Interessante se Angola tivesse um programa de reciclagem, iríamos todos ganhar. A reciclagem não só reduz os custos de gerenciamento de resíduos, mas também pode gerar novos fluxos de receita (um tema que trarei ao longo de artigos que carecerem de tal avaliação).

Por isso volto ao princípio, e sensibilizo a quem esteja a iniciar o seu primeiro negócio: não esquecer etiquetas, rótulos e até a embalagem. Esses itens visuais têm tamanha importância na identificação e diferenciação do produto para o público, funcionam como um canal de experiência emocional e ajudam a transmitir os benefícios da aquisição daquele alimento ou bebida. Junto com a embalagem, o rótulo e a etiqueta funcionam como um cartão de apresentação para o público e de diferenciação dos concorrentes. Por isso, é importante que tenhas preocupação com o profissionalismo e a qualidade na hora de elaborar uma etiqueta e buscar algo que tenha a ver com o teu produto, que expresse a identidade da tua empresa e reforce uma imagem positiva diante do público. Termino com uma frase de minha autoria: “Não sou bom suficiente quando ignoro o mercado e suas tendências”

Por: Kénia Camotim