Exposição colectiva “Não Há Cura” junta artistas angolanas e portuguesas no Camões

Exposição colectiva “Não Há Cura” junta artistas angolanas e portuguesas no Camões

As artistas angolanas Indira Grandê e Pamina Sebastião em parceria com as portuguesas Alice Marcelino, Carlota Bóia Neto e Daniela Vieitas inauguraram, ontem, no Camões-Centro Cultural Português, em Luanda, uma exposição colectiva intitulada “Não Há Cura”, em que apresentam experiências singulares . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta