Profissionais de saúde paralisam os trabalhos em repúdio à agressão a médico

Profissionais de saúde paralisam os trabalhos em repúdio à agressão a médico

Os profissionais de saúde na província de Benguela vão paralisar hoje os trabalhos por 60 minutos, das 12 às 13 horas, em repúdio ao acto de agressão sofrido pelo médico António Caluasse Dungula, portador da cédula número 4876, em pleno . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta