Marcos Chivinda: “Não sinto mágoa por ter sido despedido diante dos meus jogadores”

Marcos Chivinda: “Não sinto mágoa por ter sido despedido diante dos meus jogadores”

Como nasceu a paixão pelo futebol?

A minha paixão pela modalidade nasceu muito cedo no bairro onde vivia. Na verdade, comecei a jogar na escola de futebol do 1º de Agosto, tive como treinadores Jaime Chimalanga e mister Tandu. Passei também pela equipa da Juventus . . .


Registe-se ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta