Militantes matam 22 pessoas no Leste do Congo, apesar de reivindicações de progresso na segurança

Militantes matam 22 pessoas no Leste do Congo, apesar de reivindicações de progresso na segurança

Suspeitos de milícias islâmicas mataram pelo menos 22 pessoas durante a noite no Leste da República Democrática do Congo, disseram autoridades, no Domingo, enquanto os rebeldes continuavam a atacar civis, apesar das alegações do governo de tê-los na defensiva

Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta