Argentina rejeita acordo de livre comércio entre UE Mercosul por afectar exportações, segundo fontes

Argentina rejeita acordo de livre comércio entre UE Mercosul por afectar exportações, segundo fontes

O governo de saída da Argentina não vai assinar o acordo de livre comércio que a União Europeia (UE) e o Mercado Comum do Sul (Mercosul) estão a tentar finalizar até ao dia 7 de Dezembro, disseram fontes do Ministério das Relações Exteriores à Sputnik.

“O acordo prejudica as exportações do país”, disseram as fontes do ministério chefiado por Santiago Cafiero.

Em 2019, após quase duas décadas de negociações, o Mercosul e a UE chegaram a um começo de acordo, mas desde então surgiu relutância e este não pôde ser ratificado.

Uma das maiores exigências da UE diz respeito às questões ambientais. Neste ano, o bloco europeu enviou ao Mercosul um documento adicional que inclui sanções pelo incumprimento das metas ambientais e expressa a sua preocupação com o desmatamento da Amazónia.