Papa pede união pela defesa do clima

Papa pede união pela defesa do clima

No Dubai, a conferência das Nações Unidas sobre alterações climáticas inaugurou o primeiro Pavilhão da Fé. O objectivo é unir os representantes religiosos que apoiam a acção climática para alcançar as metas do Acordo de Paris.

Durante a cerimónia de inauguração, através de uma mensagem vídeo, o Papa Francisco e o Grande Imã Ahmed al Tayeb, Xeque de Al Azhar, apelaram à unidade e à acção para travar as alterações climáticas, acabar com as guerras e garantir a paz mundial.

Na sua mensagem, Francisco sublinhou que este evento testemunha “a vontade de trabalhar em conjunto” e que o mundo precisa de “alianças que não sejam contra ninguém, mas a favor de todos”.

Neste sentido, exortou as religiões a darem o exemplo, “trabalhando em conjunto para os interesses do nosso mundo”. Esse Domingo, as consequências das alterações climáticas na saúde estiveram em destaque na conferência da ONU.

Activistas e especialistas pediram medidas concretas para impedir 7 milhões de mortes por ano devido à poluição atmosférica e à propagação de doenças como a cólera e a malária.