Republicanos chumbam pacote de apoio à Ucrânia e Israel

Republicanos chumbam pacote de apoio à Ucrânia e Israel

Para passar este projecto, os republicamos exigem a restrição das leis de imigração dos EUA, especialmente o sistema de asilo, e a eliminação de uma série de autorizações humanitárias para migrantes

Todos os 49 senadores republicanos na câmara alta do Congresso norte-americano votaram contra a aprovação do projecto, que inclui mais de 61 mil milhões de euros em ajuda militar para Kiev e cerca de 14 mil milhões de euros para Israel.

Durante uma intervenção na câmara, o líder da bancada conservadora no Senado, Mitch MacConell, garantiu que o seu partido não apoiaria nenhum pacote orçamental se não fossem impostas restrições à imigração em troca.

“Como já dissemos, há semanas, projetos legislativos que não incluam mudanças que fortaleçam a segurança nas nossas fronteiras não serão aprovados no Senado”, frisou.

Por seu lado, os democratas insistiram que, na sua perspectiva, é vital continuar a apoiar a Ucrânia e Israel. Biden chegou a indicar esta Quarta-feira que está disposto a fazer concessões em questões de imigração, em troca da aprovação.

“Estou disposto a fazer concessões importantes na fronteira.

Precisamos de reparar o sistema fronteiriço. Não funciona. E até agora não obtive resposta”, garantiu Biden, em declarações aos jornalistas na Casa Branca.

O governo já avisou que, no final do ano, a administração dos EUA não terá dinheiro para apoiar a Ucrânia na sua luta contra a Rússia e ficará sem recursos para adquirir mais armas e equipamentos para Kiev.