Vírus da Covid-19 pode sobreviver por 28 dias em superfícies lisas, informam cientistas australianos

Pesquisadores australianos descobriram que o SARSCoV- 2, o vírus que causa a Covid-19, pode sobreviver até 28 dias em superfícies comuns incluindo notas e vidros. A Organização de Pesquisa Científica e Industrial da Commonwealth (CSIRO, em inglês) divulgou, nesta Segunda-feira, a nova pesquisa sobre a “capacidade de sobrevivência” deste vírus fatal. A pesquisa descobriu que o SARS-CoV-2 sobreviveu mais tempo em temperaturas mais baixas, tendeu a sobreviver mais em superfícies lisas, como vidro e aço inoxidável e sobreviveu mais tempo nas notas de papel do que nas de plástico.

Larry Marshall, executivo-chefe da CSIRO, informou que a pesquisa foi baseada no trabalho prévio sobre Covid-19 desta agência incluindo testes de vacina e testes de águas residuais. “Esclarecer por quanto tempo o vírus realmente permanece viável em superfícies permitenos prever e mitigar a sua disseminação com mais precisão, além de proteger melhor o nosso povo”, disse ele. “Os nossos resultados mostram que o SARS-CoV-2 pode permanecer infeccioso em superfícies por longos períodos de tempo, reforçando a necessidade de boas práticas, como lavagem regular das mãos e limpeza de superfícies”, disse Debbie Eagles, vicedirectora do Centro Australiano de Preparação para Doenças do CSIRO (ACDP, em inglês), num comunicado à imprensa.

“A 20 graus Celsius, que é aproximadamente a temperatura ambiente, descobrimos que o vírus era extremamente robusto, sobrevivendo por 28 dias em superfícies lisas, como vidros encontrados em telas de celulares e notas de plástico. “Para fins de contexto, experimentos semelhantes para Influenza A descobriram que o vírus sobreviveu em superfícies por 17 dias, o que destaca o quão resistente é o SARS-CoV-2.”. Outras pesquisas foram realizadas a 30 e 40 graus Celsius com o tempo de sobrevivência do vírus caindo à medida que a temperatura aumentava. O estudo foi conduzido inteiramente no escuro para remover o efeito da luz ultravioleta (UV) sobre o vírus.