Namibianos amenizam crise de algodão na Alassola

POR: Constantino Eduardo, em Benguela

A unidade fabril, que se encontra neste momento paralizada por falta de produção de matéria- prima no país, vai, no prazo de um ano, receber regularmente 7 a 9 mil, das 46 mil toneladas de . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta