‘Não há nada para Europa’: EUA são criticados por reservar quase todo o remdesivir dos próximos meses

‘Não há nada para Europa’: EUA são criticados por reservar quase todo o remdesivir dos próximos meses

O Departamento de Saúde dos EUA anunciou numa declaração, na Segunda-feira (29), que a administração Trump havia pré-encomendado mais de 500 mil medicamentos remdesivir, os primeiros aprovados no país para o tratamento da Covid-19.

Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta