O que é pior, a Dipanda sem as maratonas ou sem o discurso do chefe de estado?

O que é pior, a Dipanda sem as maratonas ou sem o discurso do chefe de estado?

Várias horas se passaram desde que se sentou naquela cadeira. Pela posição podemos concluir que, talvez, esteja a pensar nalgo efectivamente extraordinário. Pernas cruzadas, mãos suportando o queixo e o corpo inerte, recostado ao peito da cadeira de balanço.

O que de facto estaria ele . . .


Registe-se ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta