“O título do Nacional não pode ser administrativo”

“O título do Nacional não pode ser administrativo”

Por razões inerentes à Covid-19, o Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol “cessou” as suas funções nos pavilhões do país, mas o dirigente desportivo José Pontes adianta que não deve haver “campeão” administrativo. O Petro lidera a prova . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta