Operação resgate “destapa” fragilidade do sector comercial

Operação resgate “destapa” fragilidade do sector comercial

O encerramento de superfícies comerciais, na sequência da “Operação Resgate”, revela que, durante muito tempo, grande parte dos comerciantes em Luanda, na sua maioria estrangeiros, trabalhava ilegais, sob o olhar “atento” dos serviços de fiscalização.


Registe-se ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta