Carta do leitor: Estrada Nova do Palanca está um “caos”

Carta do leitor: Estrada Nova do Palanca está um “caos”

À coordenação do jornal O PAÍS, muito obrigado pela oportunidade que me dá nesta edição! Por conta das chuvas que se abateram sobre a província de Luanda nos últimos dias, devo dizer que a Estrada Nova, no Palanca, aquela que liga o Bairro Popular ao Sanatório e outros pontos, está um caos.

Passar por aquele troço no horário normal de expediente acaba por estragar a manhã ou o dia, porque o estado da via e o trânsito que se observa, ali, deixa qualquer cidadão triste e aborrecido. Além disso, a viatura, sendo alta ou não, corre o risco de partir uma ou outra mola, pois os buracos ao longo da via são enormes.

Ainda assim, lama, água suja e lixo também tomam conta daquela via estruturante para o distrito urbano do Kilamba Kiaxi. O que me espanta é o silêncio da administração local naquela zona, assim como da mais alta autoridade da província de Luanda. A situação naquela via é lamentável, porém os agentes da Polícia Nacional, envolto em poeira e outros agentes prejudiciais à saúde humana, cumprem o seu papel.

Mas, nota-se que o esforço tem sido tanto numa zona que não oferece condições de trabalho, sobretudo quando o sol dá o ar da sua graça nas primeiras horas do dia. Entre outros assuntos, o mais importante é haver bom sendo das autoridades, porque uma via como a Estrada Nova do Palanca não deve chegar àquele estado de degradação.

Na Estrada Nova do Palanca, agora velha, também se nota pouca iluminação, isto deve-se ao mau estado dos postes colocados justamente no período em que aquela via foi aberta aos automobilistas há uns largos anos.

POR: Gabriel Ulombo, Bairro Popular