Os crimes de Leopoldo II no Congo ontem, e o arrependimento na Bélgica hoje

Os crimes de Leopoldo II no Congo ontem, e o arrependimento na Bélgica hoje

Enquanto os fascistas em Portugal organizavam marchas na Avenida da Liberdade, em Lisboa, para afirmar que o seu país não é racista, na Bélgica há “profundos arrependimentos” pelo seu passado colonial no Congo (actual RDC), que matou 10 milhões de pessoas.

Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta