Papa negociou libertação de prisoneiros ucranianos com a Rússia

Papa negociou libertação de prisoneiros ucranianos com a Rússia

O papa confirmou ontem que enviou “listas de prisioneiros” à Rússia para conseguir a sua libertação e deixou claro que se viajar para a região será para visitar tanto Moscovo como Kiev, “os dois, não apenas um local”, adiantou a Europa Press

“Quando recebia listas . . .


Registe-se ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta