Carolina Cerqueira defende penas mais duras para crimes contra mulheres

Carolina Cerqueira defende penas mais duras para crimes contra mulheres

 

A presidente da Assembleia Nacional, Carolina Cerqueira, apontou, este sábado, para a necessidade do agravamento das penas dos autores de crimes sexuais e de agressão contra mulheres.

 

Numa mensagem no quadro do Dia Internacional da Eliminação da Discriminação e Violência contra a Mulher, Carolina Cerqueira considera ser uma prática deplorável, por vezes, associada à causas de carácter económico e social aliadas à preconceitos enraizados em determinadas comunidades e respectivos usos e costumes tradicionais e culturais, submetendo as mulheres à situações de subalternidade e de violência permanente.

 

“Em pleno século XXI, é incompreensível que ainda persistam, em algumas comunidades, situações de impedimento de as meninas gozarem do direito à educação e, por isso, não frequentarem a escola. Elas crescem sem segurança e a necessária auto estima, sendo obrigadas, muitas das vezes, a casamentos precoces e a estar sujeitas à agressões psicológicas, físicas e até sexuais que, eventualmente, resultam em feminicídio”, lê-se na mensagem.