Embaixada de Angola na Etiópia tenta atrair investidores ao país

Embaixada de Angola na Etiópia tenta atrair investidores ao país

A embaixada de Angola na Etiópia apresentou as oportunidades de investimento existentes no país aos responsáveis de associações empresariais, bancos comerciais e homens de negócios, quadros da União Africana (UA) e diplomas acreditados em Adis Abeba

O embaixador de Angola na Etíopia, Miguel Bembe, garantiu, nesta Segunda-feira, que o país assumiu o compromisso de concretizar o processo de diversificação económica, através de reformas em diferentes sectores essenciais à criação de um ambiente de negócios mais atractivo, capaz de impulsionar o investimento estrangeiro directo nos diferentes sectores nacionais.

O diplomata prestou esta informação ao intervir no Workshop sobre as “Oportunidades de Investimento Estrangeiro em Angola”, uma iniciativa inserida nas actividades comemorativas do 48º Aniversário da Independência Nacional, de acordo com uma nota de imprensa da referida missão diplomática, a que o jornal OPAÍS teve acesso.

Para demonstrar que o país reúne as condições ideais para se investir, fez uma incursão sobre algumas das suas potencialidades, começando por destacar a sua localização, que descreveu como estratégica, e população jovem empreendedora e resiliente. Garantiu que o país tem um excelente mercado interno, turismo, recursos hídricos, marítimos e minerais, terras aráveis, energias renováveis, assim como as tecnologias de informação e comunicação.

De acordo com Miguel Bembe, o Governo angolano tem vindo a intensificar a aposta nas infra- estruturas energéticas e de apoio ao comércio, a construção e reabilitação de estradas, caminhos- de-ferro, aeroportos e portos que visam acelerar a conexão inter e intra-regional, continental e internacional, bem como melhorar a circulação de pessoas e mercadorias.

Por outro lado, sublinhou que o Executivo garante, de igual modo, a manutenção da estabilidade política e o normal funcionamento das instituições, promove a simplificação dos procedimentos administrativos, o fortalecimento do sistema judicial, e a capacitação dos recursos humanos, tendo em conta o seu impacto no processo de crescimento sustentável e na confiança aos investidores.

O evento teve, igualmente, como oradores o chefe do Departamento de Promoção do Investimento da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações de Angola (AIPEX), Bruno Baptista, e o empresário etíope Dawit Abrha. Bruno Baptista anotou que o Governo angolano está a reposicionar-se para um desenvolvimento sustentável a longo prazo, baseado em princípios de boa governação, diplomacia económica e cooperação regional.

Neste sentido, o responsável da AIPEX destacou que Angola, procura impulsionar a diversificação e a transformação estrutural a nível nacional e das economias dos países vizinhos. Bruno Baptista enfatizou que Angola beneficia das reformas em curso e que o país, está geostrategicamente bem posicionado para se tornar numa porta de entrada preferencial para investimentos em vários domínios, como a agricultura, indústria, transportes e turismo.

Por sua vez, o empresário etíope Dawit Abrha falou da actividade que desenvolve em Angola, onde investiu cerca de um milhão de dólares norte-americanos ao construir uma clínica na área do Morro Bento, em Lu- anda, cuja inauguração está para breve.