Por uma beleza linguística: diálogo com a paronímia

Por uma beleza linguística: diálogo com a paronímia

Giola tomou tempo, como sempre, para conversar com os mestres mudos. O sono fugialhe dos olhos, enquanto isso, lia sobre a relação de sentido entre as palavras. Começou pelas Homónimas, passou pelas Homógrafas e Homófonas, mas não se conteve ao ler as Parónimas . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta