Portos registam mais entrada de bens da cesta básica

Portos registam mais entrada de bens da cesta básica

Com a pandemia da COVID-19 a limitar as importações de bens, os trabalhos rotineiros nos portos de Angola seguem um ritmo condicionado, em função quer dos condicionamentos relacionados com confinamentos sociais, quer pelo movimento mundial do sector dos Transportes.

Registe-se ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta