Poucos manifestantes permanecem na universidade de Hong Kong, mas sem prazo para sair

Poucos manifestantes permanecem na universidade de Hong Kong, mas sem prazo para sair

O cerco à Universidade Politécnica, localizada na península de Kowloon, parecia estar a chegar ao fim. Poucos manifestantes permanecem no local dias depois de alguns dos piores episódios de violência desde que os protestos anti-governo se intensificaram em Junho.

O chefe da Polícia, Chris Tang . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta