“Queremos trabalhar, não queremos ser bandidos”

“Queremos trabalhar, não queremos ser bandidos”

Durante uma vigília de protesto realizada na Quarta-feira, na praça 1º de Maio, na cidade do Lubango, enfermeiros manifestaram-se descontentes por, alegadamente, não terem sido admitidos mesmo tirando notas positivas nos exames de acesso à função pública.

Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta