Retoma de vôos pode evitar despedimentos e falências no Aeroporto de Luanda

Retoma de vôos pode evitar despedimentos e falências no Aeroporto de Luanda

A retoma de vôos directos para Portugal, Brasil e África do Sul, interrompida desde 16 de Janeiro, devido a Covid-19, vai aliviar o sufoco das empresas no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, que até antes da decisão continuavam a despedir funcionários e em via . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta