Sindicalista diz que Kz 50 mil seria proposta de salário mínimo ao alcance de empresas

O secretário-geral da Federação dos Sindicatos da Administração Pública, Saúde e Serviços, Custódio Kupessala, defende que 50 mil kwanzas é o salário mínimo que estaria ao alcance de empresas tanto do sector privado quanto do público. Sem esmiuçar . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta