Sociedade civil marcha em Luanda pelo acesso à Justiça

Sociedade civil marcha em Luanda pelo acesso à Justiça

A organização não-governamental Mosaiko, Instituto para a Cidadania, considera existir no país dificuldades extremas que dificultam aos cidadãos o acesso à Justiça, bem como à sua administração. O director desta organização, Júlio Candeeiro, disse aos jornalistas que, apesar de reconhecer alguns sinais de . . .


Registe-se como Assinante ou inicie sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta